Rio de Janeiro - A Polícia Federal e o Exército realizam procedimento de destruição de aproximadamente 4000 armas recolhidas pela PF nos últimos dois anos (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Mais armas, mais mortes

Dois importantes estudos sobre violência letal alertam para a necessidade de desarmamento, mudança no modelo de intervenção policial e implementação de políticas voltadas à preservação da vida, especialmente de jovens negros. Eles continuam sendo 71% das vítimas

Cavalaria da Polícia Militar foi usada contra manifestantes. Foto: Tiago Macambira

Temer convoca Exército para reprimir manifestações em Brasília

Os prédios da Esplanada dos Ministério, em Brasília, estão sendo evacuados após os ministérios da Agricultura e da Fazenda serem depredados e incendiados durante protesto contra Michel Temer e as reformas trabalhistas e previdenciárias

Mensur por Rafael Coutinho

Reflexões sobre a barbárie

Em Mensur, livro produzido ao longo de sete anos, Rafael Coutinho utiliza de suas experimentações gráficas e mudanças pessoais para falar sobre as várias faces da violência que permeiam as relações humanas

Foto: Agência Brasil

A polícia que quer uma nova polícia

Na contramão do discurso que predomina nas corporações, grupos progressistas de policiais militares e civis, guardas municipais e agentes dialogam pelas redes sociais e tentam repensar a segurança pública

908823-caje_menores-6861

Parentes denunciam torturas e mortes no sistema socioeducativo de Pernambuco

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE) e coordenador da Infância e Juventude do órgão, Luiz Carlos Figueiredo, criticou ainda a falta de sistemas de Liberdade Assistida, responsabilidade dos municípios, e disse que uma das causas da violência e da superlotação das unidades é a internação de adolescentes que cometeram crimes menores