Abertura_Artigos-Ed-113_600pixels

A Noite dos Pesadelos

Haverá golpe dentro do golpe? Conseguirão os golpistas controlar sua base filofascista? A instabilidade e a explosão social são as únicas certezas para o nosso imediato futuro

Dilma-Rousseff-ato-contra-golpe-Teatro-Bancarios-Brasilia_00108242016

Presidenta Dilma Rousseff

Dilma Rousseff tende a ser condenada a uma pena de morte política com base em pretextos que seriam exagerados até para dar uma advertência a um amanuense do Palácio do Planalto. Contudo, antes de lhe tirarem o poder, arrancaram-lhe o nome

O juiz Sergio Moro, responsável pela Lava jato - Foto: Lula Marques/ AGPT

Um novo tenentismo?

O excesso de protagonismo da Justiça, do Ministério Público e da Polícia Federal deve sua existência, muito provavelmente, à inépcia do PT

Foto: Ingimage

Quiromancia

As estranhas relações entre a leitura de livros e a leitura das mãos

Karl Marx - Foto: Wikimedia

Primeiras edições

As alegrias e tristezas de um colecionador de livros raros e outrora incendiários

O príncipe Piotr Kropotkin (1842-1921). Foto: Reprodução/thessaloniki.platypus1917.org

Edições anarquistas

Kropotkin imaginava um mundo em que escritores, leitores e impressores dividiriam todas as etapas da produção dos livros

Manifestação contra o governo da presidenta Dilma na Avenida Paulista, neste domingo (15) - Foto: Vinícius Mendes

O golpe

É provável que parte da oposição compreenda o risco de um impedimento. Ele causaria maior descrédito nas instituições e poderia conduzir a uma berlusconização do País. Mas quem garante que um movimento estimulado não saia do controle da oposição dita responsável no futuro?

Foto: Ingimage

Comércio de livros


Como a era da informática afetou a existência dos sebos

Revista Brasileiros / Bibliomania

O Partido dos Trabalhadores – Uma reflexão

Lincoln Secco, autor deste texto, nasceu no bairro do Cambuci, em São Paulo, em 1969. Estudou sempre em escola pública no bairro da Penha. Ingressou em 1987 na USP, onde estudou Letras e História. Atualmente, é professor livre-docente de História Contemporânea na mesma universidade. Em 1984, ingressou no PCB e, em 1987, no PT. Mas nunca exerceu cargos no partido. Afastou-se da militância ativa, no entanto, ainda é membro do Conselho de Redação da revista teórica do partido, Teoria e Debate. É autor, entre outros, de História do PT e A Batalha do Livro*