Julian Assange discursa na Embaixada do Equador

Equador admite ter cortado acesso de Assange à internet

O Ministério das Relações Exteriores do Equador informou que desativou “temporariamente” a rede usada por Assange, depois de o WikiLeaks divulgar no fim de semana uma nova série de documentos secretos, alguns dos quais sobre a candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton

Entenda o caso Julian Assange

Saiba mais sobre o fundador do WikiLeaks que causou crise diplomática entre Equador e Reino Unido