povo

Pesquisa revela crescimento durante governo Dilma

De acordo com o levantamento, o crescimento do IDHM do país, apesar do cenário econômico adverso no pós 2010, é reflexo da “robustez” da rede de proteção social existente no País

O deputado Jair Bolsonaro durante a votação do impeachment - Foto: Marcelo Camargo Camargo/Agência Brasil

Conselho de ética: Por 11 votos a 1, Bolsonaro está livre para exaltar torturador

Durante seu discurso na votação da admissibilidade do impeachment, Bolsonaro dedicou seu voto ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra que comandou o DOI-Codi (Destacamento de Operações Internas) e é acusado de tortura e do desaparecimento e morte de pelo menos 60 pessoas. Durante sua gestão, cerca de 500 pessoas foram torturadas nas instalações

Foto: EBC

Os caminhos da esquerda brasileira diante da crise do petismo

Havia uma expectativa de que o PT no governo realizasse reformas profundas na política, na economia e na sociedade brasileiras, ainda que tentando manter as instituições políticas e as bases da ordem social vigentes

Foto: Vinicius Félix/Revista Brasileiros

“Ou a gente grita, ou virão nos buscar”, diz Juca Kfouri

Para o jornalista, a prisão de Mantega e o indiciamento de Lula são uma grande estratégia para encontrarem motivos jurídicos para “melar” a operação, uma vez que o grande serviço já foi feito: “o impeachment de Dilma Rousseff e o nome do Lula jogado na lama”.

Guilherme Mello, da Unicamp, no seminário Rumos da Economia 2016 - Foto: Luiza Sigulem/Brasileiros

Desafios e rumos da esquerda democrática no pós-golpe

Não é suficiente resistir ao projeto liberal-conservador representado pelo governo golpista. Apesar de necessária, a denúncia e a resistência não conquistarão “corações e mentes” dos brasileiros se a esquerda não demonstrar qual tipo de sociedade defende e com quais medidas pode alcançá-la

Final do discurso de Dilma no Alvorada - Foto: Lula Marques/AGPT

Defesa de Dilma recorre ao STF para suspender decisão do Senado

Mandado de segurança protocolado no tribunal nesta quinta-feira (1o) pede anulação do impeachment. Fatiamento da votação no senado reflete ruptura da base aliada de Temer. Presidente ficou irritado com peemedebistas

Foto: Lula Marques/AGPT

Impeachment: o último ato

Dilma enfrenta mais de 14 horas de julgamento na defesa do mandato e diz que a única morte que teme é a da democracia