Capa_ed99-baixa

Edição nacional 99

outubro,2015

Em longa conversa, Anna Muylaert, diretora de Que Horas Ela Volta?, fala sobre sua trajetória, protagonismo feminino e a construção do filme. Fernando Meirelles, José Padilha e Walter Salles comentam o filme e o cinema. Isso e muito mais!

Capa_ed99-baixa

NESTA edição

Foto: Divulgação

Os imperdíveis!

Brasileiros recomenda os principais lançamentos literários em português de novembro

Foto: Divulgação

Aventura por todo canto

A saga de Inês de Castro em Portugal, as viagens de Pilar pelo continente africano e o incrível Jumanji

Karl Marx - Foto: Wikimedia

Primeiras edições

As alegrias e tristezas de um colecionador de livros raros e outrora incendiários

Em Frankfurt, a praça Römerberg  reúne várias casas construídas  com a técnica de enxaimel.  Em primeiro plano, a Fonte da Justiça - Foto: Stadtmuseum Hornmoldhaus

Cruzamentos históricos

Na Alemanha, rota do enxaimel revela, por meio das típicas construções com hastes de madeira, aspectos diversos da vida e da cultura no país durante a Idade Média

Ana Martins Marques - Foto: Reprodução

Cinema contínuo do mar

A mineira Ana Martins Marques lança O Livro das Semelhanças e se afirma como uma das melhores poetas da nova geração. Já uma referência, sua obra é marcada pelo equilíbrio difícil entre a metalinguagem, o humor e o lirismo

Ana Maria Massochi, a mulher que inventou o Martin Fierro, simpático, honesto e delicioso restaurante na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo - Foto: Luiza Sigulem

Alma brasileira, DNA portenho

Expatriada pela ditadura argentina, a empresária Ana Maria Massochi adotou o Brasil como segundo país. Este ano, ela celebra 35 anos de seu Martin Fierro, restaurante paulistano que preserva a excelência dos nossos vizinhos em tornar irresistíveis as tentações da carne

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas (27/07/2015)

Crises brasileiras comparadas

Como o cenário internacional e as políticas de estímulo ao dinamismo interno diferenciam a atual turbulência econômica daquela que abalou o País em 2002

Estrelado por Alice Braga e Daniel de Oliveira, Latitudes, de Felipe Braga, foi lançado em três formatos - Foto: Reprodução

No escurinho da telinha

Mudança de hábitos de consumo dos brasileiros caminha lado a lado com o avanço da tecnologia de vídeo sob demanda e faz migrar parte do público dos cinemas para o conforto de casa

Juliano Cazarré em cena de Boi Neon, filme de Gabriel Mascaro, premiado no Festival de Veneza de 2015 - Foto: Reprodução

Final feliz

Impulsionada por mecanismos de fomento, como a Lei do Audiovisual e o Fundo Setorial para o Audiovisual, a retomada do cinema brasileiro completa 20 anos com saldo positivo

Standard & Poor's rebaixa nota de crédito do Brasil  Leia aqui

E o Brasil se curva às agências de rating

Enquanto a retirada do grau de investimento da economia brasileira agrava a crise no País, a agência Standard & Poor’s é processada nos Estados Unidos, rechaçada por órgão fiscalizador europeu e criticada por Paul Krugman, Prêmio Nobel de Economia: “Pior instituição a se recorrer”

Favela do Moinho, no bairro dos Campos Elíseos - Foto: Leon Rodrigues/ Secom/ PMSP (18/12/2014)

A economia das favelas brasileiras

Com 12,3 milhões de moradores, elas têm consumo similar a países como Paraguai e Bolívia, mas continuam cercadas por contradições

Com títulos modernos e nova roupagem para obras clássicas, Ivana ignora as turbulências do mercado e acumula bons resultados na Boitempo. Foto: Luiza Sigulem

De Stendhal a Padura

No comando da Boitempo, editora que acaba de completar 20 anos, Ivana Jinkings difunde no Brasil o pensamento contemporâneo de autores como o esloveno Slavoj iek, o americano David Harvey, o cubano Leonardo Padura e o brasileiro Christian Dunker

Foto: Reprodução

Mil palavras

Esse efeito dinâmico é ainda maior em outros trabalhos da artista, que podem ser vistos em seu site

Foto: Reprodução/Facebook

A literatura nos booktubers

Os booktubers são jovens entre 17 e 30 anos que ensaiam um diário literário nas redes

Os cineastas Fernando Meirelles, José Padilha e Walter Salles. Fotos: Carolina Teiveles Meirelles/Arquivo pessoal/Mário Miranda Filho - Agência Foto

Cinema como reflexão

Para driblar as agendas atribuladas de Fernando Meirelles, José Padilha e Walter Salles, propusemos desenvolver a entrevista a seguir em uma longa troca de e-mails. Espécie de mesa-redonda virtual, o diálogo entre nossos repórteres e três dos mais influentes cineastas do País reitera a importância de discutir temas universais pela ótica luminar da sétima arte