capa-103

Edição nacional 103

fevereiro,2016

Brasileiros de fevereiro vem com tudo! Tem reportagem sobre as plantas da Amazônia e a busca incansável pela cura do câncer. No caderno de Literatura, Svetlana Alexievich, vencedora do Nobel, e Maria Valéria Rezende, premiada com o Jabuti. E tem muito mais. Boa leitura!

capa-103

NESTA edição

Foto: Reprodução

Sul

As palavras habitam a cidade, seus muros, paredes

infantojuvenil-103

Grandes autores para pequenos leitores

O novo livro do premiado Anthony Browne, uma divertida fábula de Davide Cali e um manual de filosofia para jovens assinado por Fernando Savater

Foto: Ingimage

Quiromancia

As estranhas relações entre a leitura de livros e a leitura das mãos

Verônica ganhou 18 medalhas em torneios importantes, entre 
elas o ouro nos 200 metros rasos no Parapan de Toronto. Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/Divulgação/CPB

A musa dos metros rasos que não conhece barreiras

Com raro carisma e invejável capacidade de enfrentar problemas sem medo, a velocista Verônica Hipólito supera um AVC, retira um tumor cerebral, enfrenta a volta do problema, perde quase todo o intestino grosso por prevenção contra o câncer, vence tudo isso junto, conquista ouros
e recordes e se torna uma das grandes promessas paralímpicas brasileiras para a Rio 2016

O curador Eder Chiodetto. Foto: Estudio X+X

Você acredita no Brasil? – 103

Se relativizarmos em tempo histórico, foi apenas ontem que nos livramos da ditadura militar, da censura aos meios de comunicação, da perseguição política, religiosa, sexual

Foto: Reprodução

Os imperdíveis

Veja oito dicas incríveis de livros para ler e ter. São diferentes gêneros selecionados pelo editor de Literatura da Brasileiros, Daniel Benevides

Fortier vivia na cidade portuária, onde faziam escala os navios que cruzavam o Atlântico. Os passageiros em trânsito eram seus clientes, em sua papelaria que ficava entre o porto e o mercado. Foto: Edmond Fortier/Coleção particular

Viagem a Timbuktu

A historiadora brasileira Daniela Moreau refaz percurso feito pelo fotógrafo francês Edmond Fortier em 1906 pela África do Oeste e registra, além de sua biografia inédita, parte pouco revelada da história da colonização no continente africano

Arte/Brasileiros

Os sonhos de consumo

Brasileiro quer comprar o que não conseguiu em 2015. Para tanto, pensa em buscar renda extra e financiamento, o que indica demanda de crédito reprimida

Na sua casa em João Pessoa, onde vive desde 1988, Valéria escreve “quando dá”, sem preocupação com 
a carreira. Bate rascunhos à máquina e depois passa para o computador. Foto: Adriano Franco

A noviça rebelde

Freira missionária, Maria Valéria Rezende participou da revolução na Nicarágua, foi consultora de Fidel Castro, deu aulas para o Lula sindicalista e escondeu guerrilheiros na ditadura. Aos 60 anos, bastante por acaso, descobriu-se escritora e, em 2015, ganhou o Jabuti, por “Quarenta Dias”. Agora, aos 74, lança “Outros Cantos”

Cena de Kiss (1963), de Andy Warhol. Foto: The Andy Warhol Foundation for the Visual Arts

O polêmico trajeto do sexo no cinema

Livro revê a pornografia dos filmes produzidos em uma época puritana, quando assuntos como sexo e sexualidade eram tabus, e faz uma cuidadosa análise sobre os sentidos artísticos e morais nas imagens do sexo, além de identificar o que se modificou e o que se manteve de antigamente na recepção do erótico e do pornográfico representados na sétima arte contemporânea

Só em 2012, o governo isentou 60 setores de contribuição patronal para a Previdência, gerando prejuízo de R$ 50 milhões. O agronegócio não paga Previdência, por exemplo, diz Eduardo Pagnani, professor da Unicamp. Foto: Luiza Sigulem

Aposentados na mira

Depois de convencer o governo a flexibilizar leis trabalhistas e a tirar dinheiro de programas sociais e infraestrutura, o mercado financeiro quer agora uma reforma previdenciária para lá de suspeita

Cenas de obras de Farocki, em que o filósofo Vilém Flusser analisa um jornal sensacionalista. Foto: Harun Farocki/Divulgação

A última do Paço das Artes

Inaugurado em 1970, ele nunca teve sede própria. Já esteve na Pinacoteca, em um espaço da avenida Paulista e no MIS, antes de se instalar, há 22 anos, em um prédio emprestado dentro da Cidade Universitária. Agora, fecha suas portas com um conjunto de obras inéditas no Brasil do artista alemão Harun Farocki e revive seus tempos de itinerância. Pelo menos, por enquanto

Fotomontagem/Reprodução

Solos e duplas

Os novos álbuns de Cauby Peixoto e Silva, e dos parceiros Ligiana Costa e Edson Secco, Gilson Peranzetta e Amoy Ribas

Foto: Divulgação

A voz de Svetlana

Vozes de Chernobyl, a impressionante colagem de relatos da jornalista bielorrussa Svetlana Alexievich, Prêmio Nobel de Literatura em 2015, será lançada no Brasil em abril