Sobral Pinto, ou as virtudes do adultério

O advogado que livrou Harry Berger do flagelo tornou-se o mais atuante defensor dos direitos humanos depois de ser chamado de “cachorro” pelo marido da amante

Sigmaringa, quase uma unanimidade

Ele nasceu há 65 anos em Niterói (RJ), e lá formou-se em Direito e Administração de Empresas. Mas foi em Brasília, onde vive desde 1968, que Luiz Carlos Sigmaringa Seixas desenvolveu sua carreira de advogado (notabilizando-se na defesa de presos políticos) e político. Sig, como o chamam, foi deputado federal constituinte em 1986, pelo PMDB… Read more »

Brasília dos brasileiros

Economista, jornalista, doutor em História pela Sorbonne, o mineiro Ronaldo Costa Couto, de 67 anos, é um polivalente da política e da cultura brasileira. Secretário Estadual nos governos do Almirante Faria Lima (Rio de Janeiro) e Tancredo Neves (Minas Gerais), foi ministro do Interior, Casa Civil e Trabalho – durante o governo de José Sarney,… Read more »

O avalista da utopia

Uma moça disse a JK que construir a capital em um deserto era um absurdo. Ele rebateu: “Não, minha filha, o absurdo é o deserto”

Poderosas!

Pela primeira vez, seis dos onze cargos mais altos da Procuradoria Geral da República estão nas mãos de mulheres

Brasil futuro

Dimensionar o valor de nossa biodiversidade na Amazônia e usá-la a favor dos brasileiros é um dos desafios de Samuel Pinheiro Guimarães, o novo ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos

Nossa missão no Haiti

Convidado para acompanhar a comitiva do Ministério da Defesa, o repórter da Brasileiros “escapa” das atividades oficiais e conhece de perto a favela mais violenta do mundo

Cinco décadas de integração armada

Iniciada em 1960 sob a lógica da Guerra Fria, a Unitas consolidou-se nos anos 1970 como um dos mais importantes exercícios navais multinacionais e um fator de modernização das marinhas do continente

Entre céu e mar

Brasileiros acompanha uma das mais tradicionais operações navais multinacionais realizada nas Américas, a Unitas Gold, envolvendo 27 navios de oito países. Idealizada nos anos 1950, em plena Guerra Fria, começou a ser realizada no início da década seguinte, como parte da estratégia dos Estados Unidos para proteger o continente dos submarinos soviéticos e garantir o alinhamento dos demais países americanos à sua política externa. Hoje os “alvos” são outros e incluem o combate ao terrorismo e a uma das ameças à navegação moderna: a velha pirataria

3° Mundo?

“Vícios e erros crônicos” cometidos ao longo da história pelos países emergentes mostram-se de muita valia neste momento de crise. Ao contrário das “virtudes” dos países de Primeiro Mundo, que só fazem piorar a fragilidade deles

Tijolo, cimento e aço contra a crise

Novo pacote divulgado pelo governo pretende diminuir o déficit habitacional em 14%, aumentando recursos e facilitando empréstimos

Cidadã exemplar

No Brasil, aposentada de Campinas, em São Paulo, exerce a cidadania “presencial”, frequentando diariamente o plenário da Câmara e dando puxões de orelhas nos políticos

Obama

O verdadeiro significado da eleição de um negro para a Presidência dos EUA