MAIS Literatura

Foto: Divulgação

Rio, montanha, pássaro

Histórias em diferentes perspectivas: a denúncia ecológica, o lirismo e o nonsense

af17d110-a60f-42cc-92ff-d25126b23b32

Os imperdíveis

Os livros do mês de dezembro que não podem faltar em sua prateleira

Manoel - palavras

O Rio de Manoel de Barros

Uma homenagem ao grande poeta mato-grossense, cujo centenário de nascimento se comemora neste 19 de dezembro

Naquele mesmo momento um jovem Friedrich Engels atravessava a região de Bordeaux entre namoros e degustações e escrevia: “Um momento de felicidade: Château Margaux, 1848”.

O vinho, os livros e as revoluções

Tomado em momentos históricos, de revoltas, batalhas e manifestações, o licor de Baco, não importa a safra, parece sempre melhor

Gilka fotografada para a revista O Malho na ocasião da eleição feita para saber quem era a maior poetisa do Brasil, proposta pelo veículo em 1933. Foto: Revista O Malho/Biblioteca Nacional

Uma pioneira do erotismo

Lutando contra o machismo e o racismo, a carioca Gilka Machado foi a primeira poeta brasileira a escrever sobre a libertação da mulher pelo sexo

Marcos Ana ficou preso durante 23 anos e foi condenado à morte duas vezes pelo governo de Francisco Franco. Foto: Vidas Ajenas

Um combatente das palavras

Morreu, no último dia 24, um dos maiores símbolos da luta contra a ditadura franquista. O poeta espanhol Marcos Ana foi o preso político que mais tempo ficou encarcerado durante o regime

Selma Rodrigues, mediadora; Julián Fuks, autor de A Resistência, e Sérgio Rodrigues, autor de O Drible, agitam o domingo em Ouro Preto. Foto: Larissa Pinto

Fórum das Letras: a resistência na literatura

Em Ouro Preto, os romancistas Julián Fuks, que acaba de ganhar o Jabuti, e Sérgio Rodrigues, vencedor do Portugal Telecom em 2013, falam dos possíveis caminhos da narrativa em tempos de desconfiança e desalento

O escritor e agente literário norte-americano Bill Clegg durante a 14ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), este ano. Foto: Walter Craveiro/ Divulgação Flip

Troca de vícios

Há dez anos distante do álcool e das drogas, o agente literário e escritor Bill Clegg estreia na ficção depois de dois bem-sucedidos livros autobiográficos