A imagem midiática

Há muita discussão sobre o papel da fotografia na contemporaneidade. Mas o importante é procurar entender o que estamos produzindo e de que maneira

9 de outubro - Por volta das 11 horas, rebelde exibe as armas e o saco com munição que confiscou em casa de seguidores do 
ditador Muamar Kadafi, no começo da ofensiva contra Sirte. O uniforme camuflado e os mocassins também fazem parte do butim. Foto: Foto: Mauricio Lima

A guerra na Líbia por um fotógrafo brasileiro

Durante a ofensiva final da guerra na Líbia, os sinais do GPS que o fotógrafo brasileiro Mauricio Lima carregava na cintura foram acompanhados com apreensão na sede do The New York Times, em Nova York. Ao lado dos rebeldes, a serviço do jornal, o fotógrafo acompanhou o ataque contra a cidade de Sirte, o último bastião do regime de Muamar Kadafi, que estava no poder havia 42 anos. No decorrer de duas semanas, o fotógrafo registrou outras imagens, agora publicadas pela Brasileiros. A resistência das forças leais a Kadafi foi tão feroz que a fileira insurgente seguida por Mauricio levou cinco dias para percorrer 1,5 km. Apenas nas primeiras 24 horas, 27 rebeldes tombaram

Clássicos da fotografia

Parte da obra do peruano Martín Chambi, que circulou em importantes museus do mundo – MoMA, em Nova York, e Photographer’s Gallery, em Londres, entre outros –, agora está em exposição paulistana. Nela, cenas da vida cotidiana, paisagens e retratos produzidos entre 1927 e 1943

Clássicos da fotografia

Parte da obra do peruano Martín Chambi, que circulou em importantes museus do mundo – MoMA, em Nova York, e Photographer’s Gallery,
em Londres, entre outros –, agora está em exposição paulistana. Nela, cenas da vida cotidiana, paisagens e retratos produzidos entre 1927 e 1943

Os franceses e o patrimônio natural

A exuberante paisagem brasileira, sempre presente no imaginário europeu, compõe um cenário permanente no caleidoscópio criado por várias épocas e gerações