Foto: Creative Commons

O mesmo pedaço de caminho

A nossa única esperança é projetada não para um paraíso terrestre, mas para o desterro onde fantasiamos poder construir algo novo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Foto: Reprodução/cnn.com

Sua Majestade o coelho e o pato manco

Pouco interessam a validade teórica ou a coerência da tese que se defende; o importante é o orientador ou o padrinho que se tem

salém-nassar13-1170x687

O adivinho e o pessimista

O primeiro garante que mente mesmo quando acerta. O segundo, em algum momento, terá toda a razão. A ver

France National Front

Recusas, nacionalismo e democracia

O ocidente estava muito habituado a exportar uma ideia de democracia assim condicionada, “desde que os resultados sejam os que nos agradam”, mas talvez não esperasse ter que colocar em questão as suas próprias democracias por essas mesmas razões

14717269_1289306794459180_4755222174017769607_n

Hillary e a democracia

Não me entendam mal, eu sei que eleições presidenciais estadunidenses são importantes para o mundo e que o chamado “líder do mundo livre” detém poder sobre cada um de nós que habitamos a terra. Mas não consigo evitar a impressão de que há algo na nossa cobertura de fascínio da periferia com a novela que agita a casa grande

Foto:  Abo Haitham/ Fotos Públicas (18/04/2015)

Arábia Feliz

Esse era o nome que os romanos antigos davam à região da península árabe que corresponde grosso modo ao Iêmen de hoje

Com o suporte do software Power Point, o ex-secretário de Estado dos EUA, Colin Powell defende, em 2003, a tese de que o Iraque possuía armas nucleares e de destruição em massa. Foto: Reprodução

Power Points e quebra-cabeças

Em 2003, com o suporte do programa, Colin Powell, então Secretário de Estado dos EUA, convenceu o Conselho de Segurança da ONU que o Iraque devia ser atacado por possuir armas nucleares de destruição em massa, tese jamais comprovada

Foto: EBC

Morte

Visitante sempre incômodo, ela se impõe de tempos em tempos à nossa atenção

grecia-antiga-reproducao

Democracia?

Li em algum lugar, e me soou verdadeiro, que desde o início dos tempos a liberdade de uns se dá à custa da servidão de outros

Imagem

Ficção e o Cinema Árabe

Há mais verdade na ficção do que na vida real. A ficção funciona como um filtro, um prisma, que nos permite tocar algumas verdades sem nos queimarmos

A ocupação convida a violência. Foto: EBC

Ainda a Palestina

As tragédias que duram demais tendem mesmo a ficar como que submersas

Esplanada das mesquitas. Foto: EBC

Serra e Israel

Não deixa de ser interessante observar como um governo interino, precário, age como se destinado à permanência, ao longo prazo

Dilma Roussef com os líderes dos Brics - Foto: Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR

O fim da ambição

Os governos de Lula e de Dilma queriam mais em termos de política externa. O novo governo, adotando a visão e o programa derrotados nas últimas eleições presidenciais, quer menos

A bandeira do Hezbollah - Foto: Reprodução

O Hezbollah e o dólar

O grupo é encabeçado pelo Irã, tem a participação da Síria, conta com a resistência palestina em Gaza e nos territórios ocupados, e tem como ponta de lança o Hezbollah libanês