Soldado brasileiro carrega projétil com inscrição “a cobra está fumando”  - Foto: Reprodução

A cobra vai fumar!

Lema funcionou como recado aos que duvidavam da entrada do Brasil na guerra e está até na insígnia da Força Expedicionária Brasileira

Dulce momentos antes de ser banida do Brasil, em imagem feita pela polícia política – Foto: Reprodução

Dulce Maia e a resistência sem trégua

Primeira mulher a ser presa pela ditadura por atuar na luta armada, ela passou o diabo, mas jamais deixou de lado o ativismo

Deputado pelo PDT, Juruna ficou conhecido por gravar “tudo o que o branco diz” – Foto: Reprodução

Juruna e a propina para eleger presidente

O deputado federal xavante embolsou, mas depois devolveu, suborno para votar em Paulo Maluf nas eleições presidenciais indiretas de 1985

posse-tancredo-04-e1496149775288

“Esta foi a última eleição indireta”

Em janeiro de 1985, depois de eleito presidente por um colégio eleitoral, Tancredo Neves anunciou que faria “corajosas mudanças”. Houve muita comemoração

Foto: EBC

Justiça Escolar

Esperamos que as escolas formem nossas crianças na disciplina da diversidade que as habilitará ao tratamento do conflito

Eleitores, a democracia não basta

Se a democracia, tal qual ela existe, nos leva a eleger seres como Berlusconi, Donald Trump, Vladimir Poutine, Le Pen e outros ditadores financeiros disfarçados, é que, talvez, tenha chegado a hora de pensarmos juntos um outro jeito de partilharmos o privilégio de estarmos todos nesta Terra

Marcelo Odebrecht em depoimento à Operação Lava Jato. Foto: Reprodução

O país do paralelo

A existência de uma economia informal e a naturalização do extra-oficial

Temer anuncia medidas econômicas ao lado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles - Foto: Agência Brasil

Manual do perfeito midiota – 72: o governo não tem nenhum projeto de reforma da Previdência

Pressionado pelas acusações que atingiram oito de seus ministros na semana passada, além de colocar sob suspeita de corrupção metade de sua base no Congresso, o sr. Temer tenta produzir factoides para distrair a atenção da opinião pública, como essa manobra contábil que ameaça arruinar o sistema de seguridade social do País

On est chez nous!

“Que perca o melhor” – disse o jornalista da maior emissão matinal de rádio de França, Patrick Cohen, sobre a eleição do próximo domingo. O destino do mundo tem muito de tragédia grega.