Doações foram feitas à instituição durante a feira SP-Arte, que abriu nesta quarta (5) para convidados

 

Mixira, de Artur Lescher. Foto: Coil Lopes

Mixira, de Artur Lescher. Foto: Coil Lopes

Na abertura da SP-Arte nesta quarta (5), houve pelo menos três doações à Pinacoteca do Estado de São Paulo: os trabalhos são assinados por Vanderlei Lopes (representado pela galeria Marilia Razuk), por Bruno Dunley e Artur Lescher (ambos da Nara Roesler). 

Nascido no Paraná em 1973, Lopes se dedica a diversas mídias, passando pela escultura, o vídeo e a fotografia, frequentemente resignificando as imagens que compõe de acordo com sua posição ou a forma como a obra se relaciona com o espaço que ocupa. Imagem (2017), a obra adquirida pelo museu, é uma escultura feita de metal, mas faz imitação realista de tecido.

"Imagem" (2017), obra de Vanderlei Lopes

“Imagem” (2017), obra de Vanderlei Lopes

Do paulistano Artur Lescher, entra para a coleção do museu a obra Mixirica, escultura de madeira de 220 X 0,15 cm, de 2015. A doação foi feita com intermédio da galeria e da APC (Associação para o Patronato Contemporâneo), que promove diálogos entre colecionadores e instituições museológicas. Lescher utiliza materiais variados em suas obras, como metal, pedra, madeira, latão e cobre, e costuma dialogar com a arquitetura e com a proporção dos objetos, criando tensão entre o espaço e o tamanho das obras. Na edição do ano passado da SP-Arte, o artista teve uma de suas obras vendida por mais de R$ 100 mil.

Do fluminense Dunley, a obra é a pintura Vista, de 2016. Seus trabalhos, principalmente dedicados à pintura contemporânea, apresentam sempre uma cor predominante e dedicam-se à representação de objetos cotidianos e leituras conceituais sobre a pintura como expressão.

Pintura Vista, de Bruno Dunley. Foto: Coil Lopes

Pintura Vista, de Bruno Dunley. Foto: Coil Lopes

Link curto: http://brasileiros.com.br/jEMRw
Tags: , , , ,