Trabalho investigativo envolveu mais de 300 repórteres ao redor do mundo e expôs um esquema global de empresas offshore

panama

O Panamá Papers foi vencedor da categoria “reportagem explicativa” do Pulitzer, o mais importante prêmio de jornalismo dos Estados Unidos.

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) coordenou a análise de documentos em sigilo durante mais de um ano usando a colaboração de mais de 300 repórteres em seis continentes para expor uma infraestrutura oculta de paraísos fiscais em escala global.  

A série de reportagens denuncia empresas offshore ligadas a mais de 140 políticos em mais de 50 países, além de escândalos de corrupção e propina ao redor do mundo, e esquemas envolvendo 14 atuais ou ex-chefes de Estado.

O caso veio à tona graças ao vazamento de 11,5 milhões de documentos da empresa Mossack Fonseca, que tinha sede no Panamá e 39 escritórios espalhados pelos principais centros financeiros mundiais.

Link curto: http://brasileiros.com.br/qhJA7
Tags: , ,