As aulas buscam explorar assuntos em destaque na política internacional e para a sociedade brasileira. O ex-prefeito Fernando Haddad foi o primeiro convidado, hoje Carla Cristina Garcia fala por que há tão poucas artistas mulheres

WhatsApp Image 2017-04-20 at 09.42.28

Foto: Paulo Pinto

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, inaugurou ontem na PUC a nova temporada do programa Aula Pública, parceria de Opera Mundi e Rede TVT, falando sobre construção de políticas públicas na direção de uma cidade mais democrática.

A aula, ministrada na praça da Cruz do campus PUC-Perdizes, tinha como título “Como a cidade pode ser mais democrática?”. Respondendo questões sobre sua experiência como prefeito de São Paulo entre 2013 e 2107, Haddad afirmou que “achava uma delícia ser minoria”.

“Quando você tem a perspectiva de apontar caminhos na gestão pública, mesmo que eles não sejam entendidos pela minoria no presente, eles podem vir a ser entendidos pela maioria daqui a dez anos. Por isso, se há democracia, não é ruim estar numa posição minoritária avançada”, disse Haddad hoje à Brasileiros por telefone.

A programação segue hoje (20), às 19h15 com o tema “Por que há tão poucas artistas mulheres?”, com a professora da PUC-SP, Carla Cristina Garcia. Às 21h5, o tema é periferia & política: o professor da Universidade Federal de São Carlos, Wolfgang Leo Maar responde à questão “A periferia de São Paulo é liberal?”.

Leia mais sobre o programa Aula Pública aqui: http://uol.com/bjj9Zw

Link curto: http://brasileiros.com.br/vK7IQ
Tags: