Anúncio da extensão de permissão para Snowden ficar na Rússia acontece logo após o presidente Barack Obama comutar a sentença de prisão de Chelsea Manning

Rússia amplia asilo para Snowden por "mais alguns anos"

Rússia amplia asilo para Snowden por “mais alguns anos”

O ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA), Edward Snowden, poderá ficar na Rússia por “mais alguns anos”, segundo um anúncio feito por uma porta-voz do governo local.

O governo da Rússia estendeu a permissão de residência para Snowden, o ex-funcionário da NSA que é acusado de espionagem nos EUA por revelar o esquema de espionagem da Agência de Segurança em 2013, segundo afirmou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Feito na página de Zakharova no Facebook, o post acontece logo após o ex-diretor da CIA, Michael Morell, afirmar que a Rússia poderia devolver Snowden para os EUA como “um presente perfeito de posse” para o recém-eleito presidente Donald Trump.

Segundo Morell, Snowden “roubou e tornou públicas mais informações confidenciais do que qualquer um na história do nosso país. A totalidade das revelações de Snowden causou dano substancial para a segurança nacional geral dos Estados Unidos”.

O anúncio da extensão de permissão para Snowden ficar na Rússia acontece apenas horas após o presidente Barack Obama comutar a sentença de prisão de Chelsea Manning, militar que tinha vazado dados para o WikiLeaks em 2010. Obama, que dará lugar para Trump em 20/1, reduziu a pena de Chelsea de 35 anos para 7 anos de prisão – com isso, a ex-militar será libertada em maio.

Link curto: http://brasileiros.com.br/GY6cr
Tags: , , , ,