Um dos maiores ícones da literatura argentina nos últimos anos, Ricardo Piglia era portador de Esclerose Lateral Amiotrófica

O argentino Ricardo Piglia era portador de Esclerose Lateral Amiotrófica. Foto: Divulgação

O argentino Ricardo Piglia era portador de Esclerose Lateral Amiotrófica. Foto: Reprodução/Facebook

 

De acordo com o Diário Clarín, o escritor argentino Ricardo Piglia, mais conhecido pelos seus livros Dinheiro Queimado e Respiração Artificial, morreu hoje. Aos 75 anos, Piglia era portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Não se sabe, por enquanto, se foi a morte foi consequência da doença. A ELA é uma doença degenerativa que atinge o sistema nervoso e diminui os movimentos musculares voluntários. 

O diagnóstico da doença foi dado em 2013. Desde então, Piglia lutava contra a doença para continuar escrevendo. Em janeiro do ano passado, fãs do escritor fizeram uma petição para que seu plano de saúde pagasse as despesas do medicamento que precisava. Por volta de 87 mil pessoas assinaram o documento, fazendo com que a empresa aceitasse bancar o remédio. 
  
Faleceu em Buenos Aires.

Link curto: http://brasileiros.com.br/egZmf
Tags: , ,