A medida, que anistia crimes políticos ou atos considerados “menores”, faz parte do acordo de paz firmado entre o governo de Juan Manuel Santos e os guerrilheiros

Foto: Agência Lusa/EPA, Ricardo Maldonado/Direitos Reservados

Foto: Agência Lusa/EPA, Ricardo Maldonado/Direitos Reservados

O Congresso colombiano aprovou na noite da quarta-feira (28) uma lei de anistia para “crimes menores” cometidos por membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). A medida foi aprovada no Senado por 69 votos a favor e nenhum contra e na Câmara dos Representantes por 121 votos favoráveis e nenhum contrário. As informações são da Agência Ansa.

A medida, que anistia crimes políticos ou atos considerados “menores”, faz parte do acordo de paz firmado entre o governo de Juan Manuel Santos e os guerrilheiros. “Obrigado ao Congresso que, com votação histórica, aprovou a Lei de Anistia, primeiro passo para a consolidação da paz”, escreveu Santos em sua conta no Twitter.

Apesar de anistiar crimes leves, a nova lei não perdoa os crimes de guerra ou violações dos direitos humanos cometidas pelos membros das Farc ao longo dos mais de 50 anos de conflito, que deixou mais de 220 mil mortos.

Leia coluna de Luiza Villaméa sobre um episódio acontecido em 2003, na selva de San Vicente del Caguán, no centro-sul da Colômbia, quando alguns soldados das Farc encontrara um tesouro.

Link curto: http://brasileiros.com.br/JOYz5
Tags: ,