Wagner Moura, Ney Matogrosso e Paulo Lins são alguns dos nomes que estarão na 11ª edição do evento comandado por Marcelino Freire

Homenageado, escritor gaúcho, faleceu há 20 anos, em 25 de fevereiro. Foto: Arquivo pessoal

Homenageado, escritor gaúcho, faleceu há 20 anos, em 25 de fevereiro. Foto: Arquivo pessoal

A 11ª edição da Balada Literária já tem programação completa definida. O evento, comandado pelo escritor Marcelino Freire, será realizado entre os dias 23 e 27 de novembro, com atividades distribuídas por vários pontos da cidade de São Paulo, como o Itaú Cultural e na unidade Pinheiros do SESC. A Balada só recebeu incentivo da Lei Rouanet em três das 11 edições, e sobrevive graças à ajuda de parceiros. Neste ano, o evento foi viabilizado devido ao “capital afetivo”, como Marcelino costuma se referir ao empenho dos amigos.

Como anunciado durante a última edição, o consagrado desta vez será Caio Fernando Abreu, que se junta a Carolina Maria de Jesus como únicos autores mortos a receber homenagens do projeto. Em 2016, são completados 20 anos da morte do escritor, vencido pela Aids aos 47 anos de idade.

Abrindo a programação, Ney Matogrosso – que Caio tinha como referência: “Eu sou o Ney Matogrosso da literatura” -, se juntará a Alzira E. e Tetê Espíndola para um show no Auditório Ibirapuera, às 20h do dia 23 de novembro. O show é a única atividade paga do evento, mas terá preço acessível ao público. Ney também participa, no dia 24, de um bate-papo com o jornalista Edson Natale e com o escritor e ator Ismael Caneppele, às 14h30 no Itaú Cultural.

Ainda no dia 24, às 11h, Claudiney Ferreira conversa com Cláudia Abreu, irmã de Caio, Vania Toledo, fotógrafa e amiga do homenageado, e Paula Dip, autora da biografia Para Sempre Teu Caio F. e curadora da exposição Caio Mon Amour, que fica no Museu da Diversidade Sexual até 27 de janeiro de 2017.

Os escritores Carol Rodrigues (Sem Vista Para O Mar) e Felipe Franco Munhoz (Mentiras) sabatinam Ana Maria Gonçalves (Um Defeito de Cor) e Paulo Lins (Cidade de Deus) no dia 25, na Livraria da Vila. No Sesc Pinheiros, Cida Moreira e Marina Lima, amigas de Caio, conversam sobre os tempos ao lado do homenageado e os atores Carolina Bianchi e Rodolfo Lima interpretam trechos de sua obra, às 19h30.

No dia seguinte, Veronica Stigger (Opisanie Swiata) ministra aulas de criação literária no Sesc Pinheiros, das 14h às 18h. Wagner Moura dirige leitura dramática da peça Tchau, Querida, de Ana Maria Gonçalves, às 15h, no Itaú Cultural, e os editores Vanderley Mendonça (selo Demônio Negro) e Gabriel Kolyniak (Editora Córrego) falam sobre Roberto Piva com Claudio Willer, Gustavo Benini e Roberto Bicelli, às 20h, no Estúdio Lâmina.

No dia, 27, Manuel da Costa Pinto media um bate-papo com finalistas do Prêmio Oceanos, às 16h, no Centro Cultural b_arco. No mesmo dia, às 18h, no SESC Pinheiros, Roger de Renor recebe, no projeto Estados de Poesia, Moraes Moreira e um grupo de poetas brasileiros uma conversa com muita música e improvisação. O encerramento, às 20h30, acontece na Nossa Casa Confraria das Ideias, com o coletivo Jazz na Kombi e participações de Vinicius Chagas Quarteto e Renato Alves Quarteto.

SERVIÇO
Balada Literária
De 23 a 27 de novembro
Confira locais e programação completa no site

 

Link curto: http://brasileiros.com.br/ntGwI
Tags: , ,