Com outros compromissos programados para o dia da cerimônia, o músico não irá receber o prêmio. Apesar disso, segundo a Academia Sueca, garante estar muito honrado

Dylan demorou semanas para se manifestar sobre o prêmio concedido a ele. Foto: Reprodução/Facebook

Dylan demorou semanas para se manifestar sobre o prêmio concedido a ele. Foto: Reprodução/Facebook

O desfecho da novela envolvendo Bob Dylan, atual vencedor do Nobel de literatura, e a Academia Sueca foi feliz, mas não completo. Devido a outro compromisso, o músico avisou que não poderá comparecer à cerimônia de premiação. Por outro lado, declarou, segundo a instituição, que adoraria poder receber o prêmio em mãos e que se sente extremamente honrado por ter sido o vencedor.

O Nobel dado a Dylan suscitou uma série polêmicas, a começar pelo tempo que ele demorou para se pronunciar sobre o assunto. O americano de Minessota só foi falar sobre o prêmio semanas depois que ele foi anunciado, no dia 13 de outubro. Além disso, Dylan deixou de atender diversas ligações feitas pela a Academia Sueca para declarar oficialmente sua escolha como vencedor. A secretária permanente da Academia, Sara Danius, chegou a dizer que havia desistido de falar com ele.  

Embora o site oficial do músico tenha sido atualizado com a informação no dia 17 de outubro – apagada 24h depois -, ele permaneceu em silêncio por mais uma semana. Só no dia 28 veio a informação de que o autor de Like a Rolling Stone havia ligado para a Academia. “A notícia do Nobel me deixou sem palavras”, teria dito ao telefone, segundo Danius.

Ao The Telegraph, ele disse que iria à cerimônia de entrega se pudesse. A secretária da Academia, no entanto, não estava muito esperançosa sobre a ida de Dylan à premiação, embora estivesse torcendo para que acontecesse. A Academia chegou a anunciar que queria que ele cantasse na festa.

Nesta quarta-feira, 16, uma nota sobre a ausência do bardo na cerimônia de entrega foi divulgada no site oficial do prêmio. O cantor e compositor teria enviado uma carta pessoal à Academia, na qual dizia não poder viajar para a cidade de Estocolmo – onde ocorre a premiação – devido a outros compromissos que já estavam agendados. A nota ainda esclarece que Dylan terá que fazer uma palestra sobre literatura para receber os US$ 900 mil dólares concedidos junto ao título. Como todos os anos, o evento acontecerá no dia 10 de dezembro. 

 

Link curto: http://brasileiros.com.br/SW1rK
Tags: , ,