Ana Ruas, Iole de Freitas,Leonilson, Virgínia de Medeiros,Rodrigo Braga, dentre outros destaques

"FLORESTA NEGRA”, EVA SOBAN. FOTO: DIVULGAÇÃO/ CORTESIA MUSEU AFRO BRASIL

“FLORESTA NEGRA”, EVA SOBAN. FOTO: DIVULGAÇÃO/ CORTESIA MUSEU AFRO BRASIL


Evocações. Doze artistas mulheres e as múltiplas linguagens criativas,
coletiva no Museu Afro Brasil, São Paulo, até 5/6

A mostra Evocações. Doze artistas mulheres e as múltiplas linguagens criativas homenageia três artistas que fazem parte do acervo do Museu Afro Brasil: Yêdamaria (1932 – 2016); Maria Lídia Magliani (1946 – 2012) e Madalena Santos Reinbold (1919 – 1977).  Além das obras das três, a instituição apresenta o trabalho de mais nove artistas, como Eva Soban e Helena Carvalhosa.  Todas elas não podem ser enquadradas em correntes artísticas definidas, sendo a  singularidade da produção de cada uma o que as une.

“O BIBLIOTECA; O ESPELHO” (1992), LEONILSON. FOTO: DIVULGAÇÃO

“O BIBLIOTECA; O ESPELHO” (1992), LEONILSON. FOTO: DIVULGAÇÃO

 Aquilo que nos une, coletiva na Caixa Cultural, Rio de Janeiro, até 19/6

Com curadoria de Isabel Sanson Portella, a exposição reúne 26 artistas de diferentes gerações que utilizam a costura e o bordado como expressão poética. A mostra reúne trabalhos históricos como os de Leonilson, Bispo do Rosário, Waltercio Caldas e Tunga à produção recente de Adriana Varejão, Sonia Gomes, dentre outros artistas.

“ABRIGO DE PASSAGEM / VEÍCULO DE PASSAGEM” (2015), RODRIGO BRAGA. FOTO: DIVULGAÇÃO/CORTESIA GALERIA VERMELHO

“ABRIGO DE PASSAGEM / VEÍCULO DE PASSAGEM” (2015), RODRIGO BRAGA. FOTO: DIVULGAÇÃO/CORTESIA GALERIA VERMELHO

Soft Power. Arte Brasil, coletiva no Kunsthal KAdE, Amersfoort, Holanda, de 21/5 a 28/8

A exposição Soft Power. Arte Brasil apresenta obras de 38 artistas brasileiros contemporâneos no Kunsthal KAdE. Os trabalhos abordam questões atuais do Brasil como a demarcação de terras indígenas, a falta de água em São Paulo e as políticas econômicas. Participam da mostra artistas como Efrain Almeida, Rodrigo Braga, Lenora de Barros e Virginia De Medeiros.

“TRABALHAR CANSA”, FÁBIO TREMONTE. FOTO: DIVULGAÇÃO

 

Agora somos mais de mil, coletiva na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, de 21/5 a 26/6.

 Quinta mostra do programa Curador Visitante da Escola de Artes do Parque Lage, Agora somos mais de mil investiga a finalidade dos protocolos da arte no contexto de uma escola livre. A mostra, com curadoria de Marta Mestre, apresenta obras de Anna Bella Geiger, Artur Barrio, dentre outros. Uma das principais inspirações da exposição é o filme Zero de conduta, dirigido por Jean Vigo.

“LA FAMÍLIA” (2016), ANA RUAS. FOTO: DIVULGAÇÃO

“LA FAMÍLIA” (2016), ANA RUAS. FOTO: DIVULGAÇÃO

Estratégias para dimensionar a delicadeza e o afeto, individual de Ana Ruas na galeria Andrea Rehder Arte Contemporânea, São Paulo, até 27/6

Vencedora do prêmio Pipa 2015, na categoria Voto Popular, Ana Ruas apresenta seu trabalho na mostra Estratégias para dimensionar a delicadeza e o afeto. A artista ressignifica periódicos, produzidos no Brasil entre as décadas de 1930 e 1960, como o Jornal da Mulher e o Jornal das Moças. O material faz parte do acervo da família da artista.

SEM TÍTULO (2016), IOLE DE FREITAS. FOTO: DIVULGAÇÃO

SEM TÍTULO (2016), IOLE DE FREITAS. FOTO: DIVULGAÇÃO

Iole de Freitas – A escrita do movimento, individual da artista na Roberto Alban Galeria, Salvador, até 19/7

A mostra apresenta 12 obras e um site specific da artista mineira Iole de Freitas. Feitos de chapas de aço, os trabalhos investigam a relação entre peso e leveza. A exposição, que tem curador ia de Marc Pottier, ressalta a importância da dança e do movimento na obra de Iole de Freitas, que já foi apresentada no MoMA de Nova York e na Documenta de Kassel de 2007.

“PATAMAR” (2014), 1M X 1,5M, FOTOGRAFIA DE MARCOS CHAVES

“PATAMAR” (2014), 1M X 1,5M, FOTOGRAFIA DE MARCOS CHAVES

Unânime noite, coletiva  na Galeria Bolsa de Arte, São Paulo, até 2/7

Em Unânime noite, o curador Bernardo José de Souza cria um romance-exposição baseado nas obras dos escritores argentinos Jorge Luís Borges e Júlio Cortázar. São expostos trabalhos de artistas como Marilá Dardot, Erika Verzutti e Cínthia Marcelle. Assim como na obra icônica de Cortázar Jogo da Amarelinha, o público é convidado a criar seus próprios caminhos dentre do espaço expositivo.

“ESTUDO SOBRE A INSÔNIA III”, LOUISE KANEFUKO. FOTO: DIVULGAÇÃO

“ESTUDO SOBRE A INSÔNIA III”, LOUISE KANEFUKO. FOTO: DIVULGAÇÃO

PARTE Feira de Arte Contemporânea,Shopping Cidade Jardim, São Paulo, de 9/6 a 12/6.

Essa é a sexta edição da PARTE, única feira no Brasil dedicada exclusivamente à arte contemporânea. Desta vez, o evento se concentre em galerias de São Paulo como Arte Hall, Aura e Papel Assinado. São apresentadas obras em diversos suportes, como escultura, pintura, gravura, fotografia e livros de artista.

 

 

 

 

Link curto: http://brasileiros.com.br/vPWvt
Tags: , , , ,