Procuradoria arquivou uma denúncia de discriminação de uma babá impedida de entrar no Clube Pinheiros por não usar uniforme

Clube Pinheiros: discriminação? - Foto: Divulgação

Clube Pinheiros: discriminação? – Foto: Divulgação

A polêmica envolvendo o uso de uniforme por babás em clubes da alta sociedade em São Paulo terminou mal para as funcionárias: o Ministério Público do Estado (MPE) mandou para a gaveta uma denúncia de discriminação contra uma babá frequentemente impedida de entrar em um desses clubes por não estar vestindo branco dos pés à cabeça.

O assunto gerou polêmica no ano passado, quando uma advogada abriu uma denúncia de discriminação na Procuradoria em meados do ano passado. Ela reclamava que a babá de sua filha nunca tinha certeza se conseguiria entrar no Esporte Clube Pinheiros (zona oeste) sem seu uniforme.

Por unanimidade, o Conselho Superior do MPE recomendou trancar e arquivar o caso ao decidir que esses estabelecimentos não cometem ilegalidade ao exigir uniforme em suas dependências.

A orientação foi do relator do caso, Pedro de Jesus Juliotti, que concordou com os argumentos de uma petição protocolada pelos clubes Harmonia, Pinheiros, Paulistano, Sírio, Paineiras e São Paulo Athletic.

Segundo Juliotti, por ser tratar de entidades privadas, “elas podem estabelecer condições para admitir pessoas não associadas”, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

Link curto: http://brasileiros.com.br/DAJhw
Tags: , , ,
  • Nano Falcão

    A advogada e a babá acharam que tinham direitos, mas se esqueceram que se dependesse da justiça paulista, tão alinhada a ideologia da pior classe média do país, nem a escravidão teria sido abolida nessa parte do Brasil se dependesse deles…

  • Pedro

    Velha tática do PT do nós contra eles. Pobres e negros injustiçados pela elite branca. Existem negros ricos, existem brancos pobres, não vejo preconceito em pedir a um funcionário que use uniforme, isso é coisa de blog chapa branca que quer manipular babaca. No sociedade lulopetista atual negros e pobres têm muito mais vantagens do que a classe média que trabalha pra pagar os benefícios. Somos todos seres humanos, não vejo pq beneficiar grupos em detrimento da maioria.

  • Hugo Crocchi

    Não vejo problema algum nesta exigência por parte dos clubes.
    Os seus funcionários também usam uniformes.
    Uniformes existem para identificar funções, independente de cor ou nível social.
    Porque um comandante de Avião pode se orgulhar do seu uniforme e uma babá não? São fun

    • Adyneusa

      Não percebes a sutileza do preconceito social da nossa elite?

  • Renato Guimarães

    A elite nao quer que os menos favorecidos no mesmo espaço que eles, vergonhoso issos.

  • Gabriel

    Elite subdesenvolvida, mentalidade colonial, chucra.

  • ADOLFO J CAMPOS

    tenham certeza, por não ser mais um “empreguinho”, as madames tem medo de que se confundam, as babas com as mães.

  • Kurimasay Chin

    A teoria da conspiração mais comum pra esse caso é que as mães das crianças não querem é que seus maridos fiquem dando em cima de babás com pernas, braços etc… aí mandaram cobrir tudo;)

  • Ana Carolina

    Ai meu Deus… Quanto comentário CRETINO. Uma pessoa falando que não querem que negros entrem nesses clube – só tem babá negra??? Ridículo esse comentário! Outro comentário remetendo à escravidão… Só vou falar uma coisa: conheço babá que ganha 5000/ mês, fala inglês e é muitíssimo bem resolvida com sua profissão. Engraçado é que médico, dentista e enfermeiros usam branco e o povo acha o máximo. Quando é babá vira essa polêmica tosca e desnecessária!

  • Celeste Marcondes

    Na verdade não querem negros em seus espaços…racistas cretinos …como as babas podem ser negras …o caso da diplomata negra repercutiu ..

  • Matheus

    Matéria totalmente sensacionalista…. Vocês são muito falsos né… Como vocês acreditam em di próprio… O MP não ordenou nada, ele apenas deu autonomia ao clube de por suas próprias regras… Isso não é violar nenhuma lei, discriminação é de pessoa pra pessoa, a regra simplesmente pode se criada se o clube assim desejar… Isso é um local privado… Por favor seus desonestos…

  • Maria

    A sinhazinha aqui pede para a Babá levar a filha de 1 ano e meio ao clube pois trabalha 10hs por dia. Se você quiser me subsidiar, ainda que seja apenas parte do meu salário, digamos, apenas despesas necessárias, eu largo o emprego e fico com a minha filha feliz da vida como sonho desde então fim da licenca. Topa?

  • Silas Junior

    Comentário ignorante. Ser babá é uma profissao digna e honrada… e quem contrata é por que pode e também paga pra isso. Portanto nao remeta a escravidão. Segundo, provavelmente ate o patrao se sinta indignado de ter que obrigar a babá a vestir branco. Por isso o motivo do processo.

    qual o problema de uma baba levar um folho ao clube?

  • Kátia Muniz

    Não sei o que é pior: MP proibir a entrada de babás sem uniforme branco ou a sinhazinha que manda a babá levar sua filha ao clube.