Além dessa obra, foi também recuperada uma estátua romana do século 2 ou 3

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O quadro “Violin et bouteille de bass”, do pintor Pablo Picasso, foi reencontrado nesta sexta-feira (27) em uma ação da polícia dos Bens Culturais em Roma. Avaliado em 15 milhões de euros (R$ 52,2 milhões), a pintura é datada de 1912 e pertence ao período do cubismo. De acordo com os policiais, a tela ficou por cerca de 35 anos nas mãos de um contraventor romano e foi localizada no ano passado – através de uma suspeita de falsificação. Isso porque o artesão, que é aposentado, pediu a emissão da livre circulação da pintura para o Escritório de Exportações de Veneza. Como o valor declarado era muito baixo, cerca de 1,4 milhões de euros (R$ 4,8 milhões), a tela despertou a investigação policial.
   
Além dessa obra, foi também recuperada uma estátua romana do século 2 ou 3. A peça, avaliada em cerca de 8 milhões de euros (R$ 27,8 milhões), havia sido roubada durante uma escavação em Lazio e mostra o deus Mitra no ato de matar um touro.

   
Segundo fontes, se trata de uma obra particularmente rara e valiosa, tanto pela excepcional manutenção e pelo deus representado. Duas estátuas similares à encontrada estão expostas no Museu Britânico e no Museu Vaticano. Também foi recuperada uma pintura a óleo do italiano Luca Carlevarijs. Sobre essa obra, não foram divulgados dados sobre o valor ou o nome da tela. Todas as peças estavam prestes a ser exportadas.

Link curto: http://brasileiros.com.br/AmSag
Tags: , , ,