Ministro Federal do país teria oferecido US$ 100 mil para quem matar diretor de filme que ofende a religião islâmica

Mais um capítulo trágico no filme que provocou a ira dos muçulmanos. Segundo a Dow Jones, na tarde desse sábado, 22 de setembro, o governo paquistanês anunciou oficialmente que irá dar uma recompensa de US$ 100 mil para quem matar o diretor do infeliz A Inocência dos Muçulmanos, filme que satiriza de forma ofensiva os costumes e tradições do islã, inclusive o profeta Maomé. Ainda segundo a Dow Jones, Ghulam Ahmed Bilour, ministro federal do país, convocou membros do Taleban e do Al-Qaeda para ajudarem na tarefa.

Desde que o filme americano foi a público, diversos países do Oriente Médio vivem momentos de tensão e protestos. Diversos ícones americanos, como redes de fast food da Terra do tio Sam foram destruídos. Mais de 10 manifestantes já morreram nos sangrentos confrontos com a polícia.

Link curto: http://brasileiros.com.br/cLwYW
Tags: ,