Saltadora Paraskevi Papahristou foi excluída pelo Comitê Olímpico Grego da delegação que participará dos jogos de Londres

Foto Reprodução

A delegação da Grécia que disputará os Jogos Olímpicos de Londres expulsou a saltadora Paraskevi Papahristou, de 23 anos, de seu quadro de atletas. A informação foi confimada nesta quarta-feira, dia 25. A saltadora foi cortada após ter postado comentários racistas em sua conta no Twitter. Posteriormente, Papahristou se desculpou na mesma rede social. As informações são do portal Terra.

O comentário racista foi postado pela saltadora no último domingo, dia 22. “Com tantos africanos na Grécia, os mosquitos do Nilo Ocidental terão muita comida caseira”, escreveu Papahristou. O comentário foi muito criticado por internautas, que pediram a exclusão da saltadora da equipe que disputará os Jogos Olímpicos.

Ao anunciar o corte da atleta, o Comitê Olímpico Grego informou que Papahristou já esta em Atenas. Em seu pedido de desculpas, a saltadora classificou a postagem como uma “piada”. “Gostaria de expressar minhas desculpas pela piada de péssimo gosto que publiquei em minha conta pessoal no Twitter”, disse Papahristou.

“Estou muito arrependida e envergonhada com o que desencadeou, nunca quis ofender ninguém ou ferir os direitos humanos (…). Gostaria de pedir desculpas aos meus amigos e aos outros atletas, e qualquer um que tenha insultado ou humilhado, também ao time grego e às pessoas que sempre me apoiaram”, completou.

A saltadora também negou ser preconceituosa, e ressaltou os valores dos Jogos Olímpicos para justificar que não é racista. “Meu sonho está conectado diretamente com os Jogos Olímpicos, e jamais poderia participar se não acreditasse e respeitasse esses valores. Portanto, eu nunca apoiei qualquer discriminação entre seres humanos e raças”, disse.

Link curto: http://brasileiros.com.br/AhzaW
Tags: , , , ,
  • http://www.escolabiblicadominical.net Eduardo Moraes de Mattos

    Pessoas sem a capacidade mental de entender, aceitar e, principalmente se alegrar com criações humanas de Deus (as RAÇAS dos seres humanos são totalmente de Deus)… são (estas pessoas que “não entendem/não aceitam que 2+2 é igual a 4”), pessoas SEM CONDIÇÕES de conviver em sociedade, e muito menos em grupos ligados ao esporte, que prima pela saúde física e mental. Com isso, a tal da “atleta” Voula Papachristou, da Grécia (logo a Grécia que marcou a história por seus “grandes filósofos e pensadores”), enfim, essa atleta cujo cérebro não é lá essas coisas,… se deu muuuuuiiiiiito mal. Fazer o que, né? Ela pediu para ser IMBECIL.

    Eduardo Moraes de Mattos – Coordenador do MOVIMENTO Escola Bíblica Diferente – http://www.escolabiblicadominical.net– A DIFERENÇA do IR ALÉM, SEM blá, blá, blá