Caríssimos, não vi grandes manifestações sobre o Dia Mundial da Celebração Bissexual, comemorado sempre dia 23 de setembro, ontem. Não que a mídia se interesse pelo tema, muito pelo contrário, somos nós os  homossexuais que conseguimos essa atenção, mesmo porque lutamos muito por ela. Quando são os bissexuais a entrar em pauta, eu sempre vejo… Read more »

Caríssimos, não vi grandes manifestações sobre o Dia Mundial da Celebração Bissexual, comemorado sempre dia 23 de setembro, ontem. Não que a mídia se interesse pelo tema, muito pelo contrário, somos nós os  homossexuais que conseguimos essa atenção, mesmo porque lutamos muito por ela. Quando são os bissexuais a entrar em pauta, eu sempre vejo a manifestação daquele fenômeno sobre o qual já escrevi aqui, poucos acreditam que eles  realmente existam, e acabam sofrendo preconceito de todos os lados, de gays e lésbicas inclusive. Heterossexuais podem ser fóbicos totais, ser contra qualquer manifestação de sexualidade que não a deles, ou então podem adotar aquela visão de que bissexuais simplesmente não existem, que são homossexuais com medo de se assumir. Um grande número de gays e lésbicas também pensa dessa forma, o que me surpreende muitíssimo, tratando-se de uma minoria que sofre com preconceitos. Não são poucos os que conheço que dizem abertamente que é impossível gostar de ambos os sexos, que bissexualidade é uma máscara de covardes que não têm coragem de se assumirem como homossexuais, e pronto, lá estão no mesmo campo dos héteros preconceituosos, e saem agindo como eles. Incrível, em se tratando de uma minoria que luta em favor da diversidade e contra o preconceito, não? Mas é o que acontece. Existe muito rancor amargo, por parte de gente que sofreu para se aceitar e sair do armário, que sofre com o preconceito social, e acha que todas as minorias deveriam sofrer de forma igual. Acho essas pessoas venenosas, perigosas mesmo. Deveriam tratar seus males na terapia, e não despejar sobre os outros.

Decididamente, não é fácil a vida dos bissexuais, mas, convenhamos, tem lá suas vantagens: para eles, as oportunidades de encontrar parceiros são muito maiores, a mesa está sempre posta, podem aproveitar as delícias dos dois sexos. Eu adoraria ser bissexual, acredito na bissexualidade, vejo-a de certa forma como um requinte, como um feliz desenvolvimento do ser humano. Dissociar identidade de sexualidade dessa forma é bárbaro, obviamente possível, embora para muito poucos. Definitivamente, bissexuais são uma minoria dentro de uma minoria já bem fragmentada, mas têm até mesmo uma bandeira própria, essa cuja imagem botei nesse post hoje, nada daquela do arco-íris. Eles buscam seu lugar ao sol e na mídia, e eu lhes desejo toda coragem e sorte. Fico feliz de ver alguma mobilização por parte deles aqui em São Paulo também. Vai haver um piquenique em pleno Parque do Ibirapuera, à vista de todos, e o convite para participação é público! Abraços do Cavalcalti.

Link curto: http://brasileiros.com.br/uKIqE
Tags: , , , , , , ,
  • Bruno

    Viva a diversidadee! Daniela, Parabens por todo o seu trabalho! Alguem realmente teria que tomar uma iniciativa do Movimento Bissexual no Brasil!

  • http://bisides.wordpress.com Daniela Furtado

    Opa! Vi com atraso, muito obrigada pelos parabéns =D

    Só não concordo com a maior chance de encontrar alguém porque isso só acontece até a gente dizer que é bi e a pessoa monossexual sair correndo.

    Quanto ao comentário do Alemberg ser bi não dificulta isso em nada, amo meu namorado (que é hetero) e ser bi não muda isso.

    Por conta da chuva tive que mudar o pic nic de local mas deu tudo certo, ainda não está no blog mas tem foto aqui: http://orgulhobissexual.tumblr.com

    E viva a diversidade!

  • Alemberg

    Não é só Cazuza que queria “a sorte de um amor tranqüilo com sabor de fruta mordida”, mas todos nós, homo, bi e heteros. O problema maior do bi, talvez seja esse, encontrar a sorte de um amor tranqüilo amando um sexo e desejando outro. Certamente esse dicotomia do amor separado do sexo não tem “o sabor de fruta mordida”, mas uma baita indigestão.
    PS: adoro seu Blog, ele foi uma das fontes de inspiração para criar o meu próprio (www.eualembergsantana.blogspot.com).

    • blog23b

      Alemberg, fico feliz que você goste do que eu escrevo. Mas eu acho que quando você ama alguém o desejo tem que vir junto, senão tem algo errado… Cazuza tinha lá seu lado sábio, eu adorava ele.
      Abração do Lourenço